Provocações / Revelação

Quem diria? O Abujamra leu uma interpretação livre de meu poema “Revelação” [extraído do videopoema feito pelo porreta Mardônio França] em seu programa “Provocações”. Dê uma conferida no áudio: http://www2.tvcultura.com.br/provocacoes/poesia.asp?poesiaid=611

Tenho uma certeza, uma epifania pessoal, quase religiosa. Tenho uma certeza, uma busca pessoal, quase religiosa. Tenho uma certeza, uma corrida pessoal, quase religiosa. Tenho uma certeza, uma estória pessoal, quase religiosa.
Tenho uma certeza, uma canção pessoal, quase religiosa.

Tenho uma certeza, apesar da convicção que me anima, Quase fanática.
Tenho uma certeza, apesar da convicção que me anima, quase errática.
Tenho uma certeza apesar da convicção que me anima, quase alegre.
Tenho uma certeza, apesar da convicção que me anima, quase dormente… dormente
… estúpida… errática.
Não estou disposto a enforcar ninguém, por não compartilhar de meu júbilo, de minha sina solitária.
Não estou disposto a jogar bombas em ninguém, por não compartilhar de meu silêncio, de minha viola solitária.
Não estou disposto a apedrejar ninguém, por não compartilhar de meu tiro, de minha lua solitária.
Não estou disposto a civilizar ninguém, por não compartilhar de meu levante, de minha fuga solitária.
Jogar bombas…
apedrejar… atirar…
exterminar…
abraçar com morteiros no culote…
embargar economicamente…
eliminar…
civilizar!

Sobre o(a) autor(a):

O texto foi extraído de video-poema de Mardônio França feito sobre texto do poeta Edson Cruz, co-editor da revista Cronópios.

Poesia apresentada no programa 52 [http://www2.tvcultura.com.br/provocacoes/sobre.htm]

Os poemas e os textos lidos em “Provocações” são, às vezes, livre adaptação do original, por Antônio Abujamra ou Gregório Bacic. O formato em que se apresentam escritos aqui é apropriado para a leitura em TV e não o seu formato original.

Anúncios
Provocações / Revelação

3 comentários sobre “Provocações / Revelação

  1. Cida Medeiros disse:

    Tô gostando do que estou vendo. Fazia um tempo que não entrava e passeava por estas alamedas! Salve. Salve. Bjs. Cida (na família toda)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s